20 abril 2007

Textos sobre história da escravidão no Rio Grande do Sul

II ENCONTRO
ESCRAVIDÃO E LIBERDADE NO BRASIL MERIDIONAL
Porto Alegre, 26-28 de outubro de 2005
Promoção: UFRGS, UFSC, UEPG, UEL e núcleos RS, SC e PR da ANPUH.

Helen Osório, UFRGS
Campeiros e domadores: escravos da pecuária sulista, séc. XVIII

Luis A. Ebling Farinatti, UFRJ
Nos rodeios, nas roças e em tudo o mais: trabalhadores escravos na Campanha Rio-grandense, (1831-1870)

Cesar A. B. Guazzelli, UFRGS
Libertos e liberdade: os soldados negros da República Rio-Grandense

Regina C. Lima Xavier, UFRGS
Deslindando a história sobre a escravidão no Rio Grande do Sul

Ivone C. D' Ávila Gallo, PUC/Campinas
Socialismo e escravidão: paradoxos do século XIX

Carlos Engemann, UFRJ
Reflexões acerca de alguns elementos constitutivos da sociedade escravista no Brasil

Luiz Paulo F. Nogueról, UFRGS
Encruzilhada: contribuições da cliometria para responder a algumas indagações da historiografia nacional

Júlio César Cóssio Rodriguez, UFRGS
Por uma História da África Pré-Colonial: Algumas considerações

Gabrielle Werenicz Alves, UFRGS
A participação escrava na Revolução Farroupilha: análise historiográfica

Maximiliano Mazewski Monteiro de Almeida, UFRGS
Escravos e Afro-descendentes na Historiografia oficial do castilhismo

Mariana Selister Gomes, UFRGS
As representações em torno dos negros e o Primeiro Congresso de História Nacional do IHGB: uma análise do trabalho apresentado por Affonso Cláudio


Tathianni Cristini da Silva (Msc), UNIVEST/ FACVEST
Do edifício à cidadania: o patrimônio material e sua relevância para a conquista da cidadania pelos afro-descendentes de Lages/SC

Diego Rodrigues, Ezequiel Giacomelli e Marcos Smith Dias, UFRGS
Elementos Comuns e Diferenças entre os Patrimônios Registrados na Pecuária Gaúcha e na Pernambucana no Início do Século XIX

Jardel Gores, UNIVEST/FACVEST
A edificação da cidadania pela memória na cidade de Lages/SC.

Marcos Rafael da Silva, UNIVEST/ FACVEST
A formação patrimonial e a conquista da cidadania pelos afrodescendentes.

Jean Carlos Antonio, UFSC
Fortuna e Cultura Material na Ilha de Santa Catarina: Freguesia de Nossa Senhora da Lapa do Ribeirão na segunda metade do século XIX.

José Bento Rosa da Silva, UNIVALI
Em Águas Do Atlântico Sul: escravos-marinheiros no cais do porto de Itajaí no século XIX

Beatriz Ana Loner, UFPel
Antônio: de Oliveira a Baobad

Henrique Espada Lima, UFSC
“As várias faces da precariedade: para uma história comparativa da escravidão e da liberdade no século XIX”
Adhemar L. da Silva, UFPel
Escravidão, liberdade e cor nas sociedades de socorros mútuos (Rio Grande do Sul, 1856-1914)

Marcia Naomi Kuniochi, FURG
O perfil social dos escravos em Rio Grande no século XIX

Albertina Lima Vasconcelos, USP
Tráfico interno, liberdade e cotidiano de escravos em Rio Grande –RS, no século XIX

Ricardo De Lorenzo, UFRGS
Sobre a insanidade mental entre cativos e libertos (Porto Alegre, século XIX)

Nikelen Acosta Witter, UFF
Negociando cuidados e liberdades: as práticas de saúde, doença e cura entre senhores e escravos (RS, Século XIX)

Roger Elias, UFRGS
Famílias Escravas em Porto Alegre (1810-1835). Uma História de suas Formações.

Edson José Neves Júnior, UFRGS
Reprodução Natural e Famílias Escravas em Porto Alegre – 1840 – 1865.

Denize Aparecida da Silva, UFPR
Arranjos e laços familiares na comunidade escrava da Freguesia de Nossa Senhora da Graça de São Francisco do Sul/SC (1845/1888).


Gabriel Santos Berute, UFRGS
A concentração do comércio de escravos na capitania do Rio Grande de São Pedro do Sul, c. 1790 – c. 1825.

Rafael da Cunha Scheffer, UFSC
Tráfico interprovincial e comerciantes de escravos em Desterro/SC (1849-1888)

Ana Flávia Cicchelli Pires, UFF
Subterfúgios e novos padrões de organização no tráfico ilegal de escravos: o caso do brigue Asseiceira

Beatriz Gallotti Mamigonian (UFSC)
O litoral sul do Brasil na rota do abolicionismo britânico, décadas de 1840 e 1850.

Martha Daisson Hameister, UFRJ
Famílias riograndinas livres e seus escravos através dos registros batismais: unidades oiconômicas (Rio Grande c. 1738-c.1763)

Maísa Faleiros da Cunha, Unicamp
Uma tentativa de reconstituição de famílias escravas. Franca (SP) - Século XIX

Fernando Franco Netto, UFPR
Compadrio e Escravidão em Guarapuava no século XIX

Maria Angélica Zubaran, ULBRA
Os escravos e a lei de 7 de novembro de 1831 no Rio Grande do Sul (1865-1888)

Ricardo Tadeu Caíres Silva, UFPR
Memórias da travessia: aspectos do tráfico internacional de escravos para o Brasil nas falas dos cativos que disputavam suas liberdades na Justiça. Bahia (1884-1888)

Vinicius Pereira de Oliveira, IPHAN/RS
O estudo de trajetórias escravas como possibilidade historiográfica: o caso do africano Manoel Congo (Rio Grande do Sul/Brasil, século XIX)

Luana Teixeira, UFSC
Entre a serra e o litoral: fugas e quilombos na fronteira leste do Rio Grande do Sul e Santa Catarina

Thiago Leitão de Araújo, UFRGS
Santa Misericórdia: caridade cristã - instituição escravista

Sherol dos Santos, UFRGS
A comunidade escrava no litoral norte do Rio Grande do Sul (a freguesia de Santo Antônio da Patrulha – 1773/1810)
Fábio Odair Gomes Goulart, FURG
Entre a resistência e a coerção: a vivência dos escravos na cidade de Rio Grande

Carina Santos de Almeida e Shana Rech, UNISC
A pimenta malagueta no Brasil colonial: interação entre africanos e indígenas

Marilene Ribeiro Solano, UNIVEST/ FACVEST
Na primeira metade do século XX: as associações de afrodescendentes e a busca pela cidadania

Maria Aparecida Anacleto Clemencia, UFSC
“No Nosso Tempo Que era Bom?” Tensão, Trabalho e Conflito na Sociedade Recreativa 3 de Maio (1930-1950)

Elci Deloss Tolomini, Carla Regina Wegner Copetti e Sandra Beatriz Essenberg, Secretaria Municipal da Educação - Giruá, RS; Savio Antônio Reginatto e Denise M. dos Santos Mello, URI - Sto Ângelo
Aspectos constituintes da história da comunidade quilombola presente no interior de Giruá, RS

Luciane P. Corá Molin, UEPG
Serra do Apon: História e Hanseníase

Gabriel Aladren, UFRGS
Atividades econômicas dos forros no Rio Grande de São Pedro, c. 1780 – c. 1835

Ana Paula Dornelles Schantz, UFRGS
E depois da liberdade? Família e sobrevivência econômica de libertos em Porto Alegre e Viamão no final do século XVIII

Jovani de Souza Scherer, UFRGS
O Preço da Liberdade: o processo da compra da alforria, Rio Grande (1810-1825)

Juliana Aparecida Lemos Lacet, UFBA
Nações Africanas nas Irmandades Negras Mineiras do Século XVIII

Cristiane Pinto Bahy, UFRGS
Rosário de contas negras: a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos pretos do Arraial de Viamão (1780-1820).

Lígia Conceição Santana, UFBA
Territórios e itinerários negros em Salvador (moradia, trabalho e divertimento, 1855-1887)

Liane Susan Muller, SMED Gravataí/SECRS
O negro e suas devoções: a importância da Irmandade do Rosário e da Festa dos Navegantes para a formação de uma elite negra porto-alegrense

Márcio de Sousa Soares, UFF
A dádiva da alforria: uma proposta de interpretação sobre a natureza das manumissões antes da promulgação da Lei do Ventre Livre

Nilsen C. Oliveira Borges, UFSC
Meio livre, meio liberto: a conquista da alforria em Lages, século XIX

Fabiano Dauwe, UFF
Os múltiplos sentidos da liberdade: a viabilidade e as expectativas da libertação pelo fundo de emancipação de escravos

Alvaro de Souza Gomes Neto, UNIVEST/ FACVEST
Algumas considerações sobre o Fundo de Emancipação de Escravos no Termo de Lages, 1871-1888


Adelmir Fiabani, UNISINOS
Quilombo: africanos, índios e seus descendentes lutaram pela liberdade

Eliege Moura Alves, UNISINOS
Uma Presença Invisível – Escravos em Terras Alemãs

Antônio César Sprícigo, Colégio Murialdo e Colégio Castro Alves – Araranguá, SC
Os caminhos da escravidão na Freguesia do Araranguá – 1840/1888


Caiuá Cardoso Al-Alam, UNISINOS
Questões acerca dos enforcamentos de escravos em Pelotas-RS

Martha Rebelatto, UFSC
A bordo do Higkland Mary of Sag Harbor: uma tentativa de fuga escrava (Desterro, 1868)

Daniela Vallandro de Carvalho, UNISINOS
Experiências de cativeiro e liberdade nos fins do século XIX (interior do RS)

Rodrigo de Azevedo Weimer, UNISINOS
Nominação e identificação de ex-escravos através de processos criminais: São Francisco de Paula, RS, 1880-1900

Aristeu E. Machão Lopes, UFRGS
Representações da Escravidão e da Abolição nas caricaturas da imprensa ilustrada e humorística pelotense do século XIX

Lucia Helena Oliveira Silva, UEL
Vivências negras no pós-abolição: libertos e afro-descendentes no Paraná.

Frank Nilton Marcon, UFSC
Identidade e diferença: “homens de cor” e o “Centro Cívico Cruz e Sousa”

Arilson dos Santos Gomes, FAPA-RS
A Frente Negra Brasileira e as suas idéias no Rio Grande do Sul na década de 1930

Mirian Adriana Branco, UNIVEST/ FACVEST
Em Santa Catarina, os afro-descendentes e o condicionamento da cidadania

Um comentário:

Jonatas disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.